Portal NOticias de Uruçui

Hibisco
Coligação Piauí no Coração

Advogados de Zé Filho exigem investigação sobre financiamento de campanha de Wellington

Publicada em 31 de Julho de 2014 às 10h59


Zé Filho e W. Dias Zé Filho e W. Dias A assessoria jurídica da coligação Piauí no Coração planeja entrar com uma ação exigindo investigação sobre o financiamento da campanha de Wellington Dias. A medida, que será tomada até sexta-feira, quer que seja apurado se o senador do PT tem patrocinado suas andanças pelo estado com verba do Senado Federal.

» Siga-nos no Twitter
?Estamos trabalhando para resolver isso com a maior rapidez possível. Já estávamos investigando. Tudo começou quando verificamos que havia grande semelhança entre a página institucional do senador e as contas do Facebook e do Twitter de campanha. Ficou claro em algum momento que todas essas páginas eram mantidas pela assessoria?, comenta Carlos Yury Morais, um dos advogados de Zé Filho e Silvio Mendes.

Segundo Carlos Yury, o Portal da Transparência, que permite o acompanhamento de como o dinheiro público está sendo utilizado, revela que nos meses de maio e junho Wellington Dias viajou para o interior do Piauí acompanhado de assessores com despesas pagas pelo Senado Federal.

?O Portal da Transparência aponta todas as despesas e há grandes indícios de que dinheiro público foi utilizado para promover campanha e pré-campanha. Em maio e junho, há vários ressarcimentos por causa de visitas ao interior, sempre com motoristas, jornalistas e assessores de relação com os movimentos sociais pagos pelo Senado?, destaca o advogado.

Caso seja provado que o financiamento da campanha de Wellington Dias está sendo feito com dinheiro público, o candidato do PT pode ter seu registro de candidatura cassado. ?Se houver utilização de dinheiro público em campanha, traduz conduta vedada e abuso de poder político e econômico?, aponta Carlos Yury.

Essa é a segunda vez que a assessoria jurídica da coligação Piauí no Coração tenta cassar o registro de candidatura de Wellington Dias. No dia 18 de julho, os advogados de Zé Filho e Silvio Mendes ingressaram com ação pedindo a retirada do ar do site do senador. Naquela oportunidade, ele era acusado de utilizar sua página institucional no Senado Federal para a promoção de ações relativas à campanha eleitoral.


Fonte: Ascom Zé Filho 
Tags: Advogados - investigação

Fonte: Ascom Zé Filho  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante
Publicidade
Publicidade
Publicidade