Portal NOticias de Uruçui

Hibisco
Na cidade de Bom Jesus

Agronegócio atrai até investidores internacionais para o Piauí

Publicada em 19 de Março de 2013 às 21h05


Natural do sul do país, o agricultor Ivo Pieta viu no Piauí uma oportunidade de expandir a produção da soja e aumentar a qualidade de vida da sua família, através do agronegócio. Com 5.700 hectares de terra plantada na Fazenda União, o agricultor veio para o estado ainda no ano 2000, quando passou a plantar soja, milho e arroz. De lá para cá, foram muitos anos de boa colheita, assim como de fortes estiagens, que vem diminuindo os lucros dos produtores.

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

?Na época, soubemos que o Piauí estava com terra boa e barata e que, com o tempo, iam valorizar ainda mais. Era o que eu esperava. Apesar dos anos de seca, a produção tem atendido as nossas expectativas de produção. Foram quatro anos de estiagem, mas ainda assim o saldo é bom. Esse ano a coisa não tá muito boa, esperávamos uns 50 a 55 sacos (por hectare), mas vai dar só 30?, relata Pieta. Ele comenta que outro incentivo são os resultados das pesquisas desenvolvidas pelos alunos e professores da Universidade Federal do Piauí (UFPI) na região. ?Isso faz com que não cometamos os mesmos erros e ajudam a aumentar a produção?, defende.

Fabíola Franco Torres - sócia da empresa Agroser(Foto: Thiago Amaral)

Plantação de soja na Fazenda União (Foto: Thiago Amaral) Leonardo Velasquez, representante da Syngenta, diz que a empresa tem apostado em parcerias com pesquisadores locais e incentivado a realização de projetos na busca pela sustentabilidade. A multinacional se instalou em Bom Jesus no ano 2000, recrutando profissionais capacitados no campus da UFPI instalado no município. ?O Piauí é o novo celeiro do Brasil, não tem como não vir para cá?, argumenta.

Ivo Pieta - agricultor (Foto:Thiago Amaral)

Além da produção de grãos e sementes, vários comerciantes apostam na venda de maquinário agrícola e insumos para incrementar a produção dos agricultores. Esse é o caso de Fabíola Franco Torres, sócia da empresa Agroser, que é voltada para comercialização de peças para tratores e máquinas agrícolas. A empresa foi fundada em 2004, quando um dos proprietários veio do estado do Mato Grosso, atraído pela expansão do agronegócio no Piauí. ?Valeu a pena ter investido na montagem da empresa. É uma região promissora, que a gente acredita bastante, a cada ano crescendo e sempre na expectativa de melhorar ainda mais?, afirma.

Plantação de soja na Fazenda União(Foto: Thiago Amaral)

Cresce a procura por propriedades e hectare de terra valoriza

Segundo Neudi Antônio Bacca, sócio de uma empresa imobiliária, a valorização das terras no município de Bom Jesus é um processo contínuo, em especial dos hectares voltados para a produção de grãos e sementes. O empresário é oriundo do Mato Grosso do Sul e há oito anos se instalou no Piauí. ?Acreditamos nesse lugar, por isso estamos aqui?. O preço das terras subiu e a cada ano valoriza mais, mas os tramites para regularização das terras estão mais facilitados. O sul é a última fronteira agrícola do estado, com áreas de qualidade para a agricultura. A bola da vez é a agricultura. Temos escolas e universidades de qualidade?, explica.  


Fonte: CCOM/Governo-PI

Tags: Agronegócio - investidores - Piauí

Fonte: CCOM/Governo-PI  |  Publicado por: Redação Uruçui
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante