Portal NOticias de Uruçui

Hibisco
Afirmou Jérôme Valcke

América do Sul pode ter outro mundial devido ao Sucesso da Copa no Brasil

Publicada em 27 de Junho de 2014 às 15h10


A Fifa agora parece tão feliz com a Copa do Mundo no Brasil que não descarta voltar a realizá-la na América do Sul dentro de 12 anos. Pelo menos é o que afirmou Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, em briefing com a imprensa nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro.

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

?Essa Copa do Mundo provou que, sim, podemos voltar a ter uma Copa na América. Só não poderá ser em 2018 e 2022, mas para 2026 e 2030 já podem se candidatar. Colômbia, Uruguai... O Brasil está na rota do sucesso, e a Copa das Copas está no bom caminho para alcançar esse posto?, disse Valcke, num balanço da primeira fase da competição, ao lado do Ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, e do Diretor Executivo do Comitê Organizador Local, Ricardo Trade.

Mostrando a cara mais light da entidade, Valcke fez a entrega de três ingressos para a final do torneio a Joedir Sancho, 85 anos, morador da cidade de Conceição de Macabu (RJ), que escreveu à Fifa querendo doar para o futuro museu do futebol seu ingresso da final da Copa de 1950. A Fifa recebeu a carta de Joedir e decidiu presenteá-lo com ingressos para a final, já que em 1950, com a mãe doente, ele não pode ir até o Rio de Janeiro.

?Meus primos que moravam aqui compraram o ingresso, mas minha ficou muito doente e não consegui vir no jogo. Mas agora quero ir à forra daquele gol de Gigghia?, disse Joedir ao lado do neto Vinicius, que ganhou de Valcke a bola oficial da Copa de 2014.

Veja os bastidores do treino desta quinta-feira da ArgentinaClique no link para iniciar o vídeo
Veja os bastidores do treino desta quinta-feira da Argentina
Valcke falou rapidamente de alguns problemas enfrentados pela Fifa durante o mundial, como as imagens dos jogadores de Gana recebendo sua premiação (cerca de US$ 3 milhões) em dinheiro vivo em um hotel de Brasília.

?O que precisamos fazer para os próximos Mundiais é que haja acordo de pagamentos entre associações e jogadores antes. É muito triste que isso aconteça e que sejam imagens em dinheiro vivo. Isso tem que ser feito por transferência bancária. Não é a primeira vez que acontece, e vamos solicitar para o futuro que forneçam o contrato entre ambos antes dos mundiais. Eles têm o direito de receber em dinheiro, mas há uma via mais fácil?, afirmou.

Sobre a proibição à presença de Franz Benckenbauer no torneio por não ter declarado na comissão de ética, Valcke disse que, com a queda da sanção ao ex-jogador, cabe a ele decidir se vem ou não ao Brasil acompanhar o que resta da Copa do Mundo. ?A Fifa adoraria vê-lo aqui, uma vez que sua seleção está na próxima fase, e pela importância dele no mundo do futebol. Ele decide se vem ou não?, disse. 


Fonte: Terra
Tags: Sucesso do Brasil - Copa

Fonte: Terra  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante
Publicidade