Portal NOticias de Uruçui

Jardins de Manuella
Categoria buscará teto de 13%

Após dialogo entre Pedro Cortez e SINSERMU Câmara aprova aumento para professores

Publicada em 29 de Abril de 2015 às 14h46


Pedro e Reisimar Gomes dialogaram Pedro e Reisimar Gomes dialogaram A Câmara de vereadores de Uruçuí aprovou na ultima sessão plenária um Projeto de Lei de autoria do poder executivo (prefeitura) que concedeu um aumento de 6,5% aos professores efetivos da rede municipal de ensino de Uruçuí. O projeto foi levado à votação após o Sindicato dos Funcionários em educação (SINSERMU) ter realizado várias reuniões com a secretária de educação e o vice-prefeito Pedro Cortez para acertar detalhes sobre o aumento dos professores.

» Siga-nos no Twitter
Para a presidente do sindicato, Reisimar Gomes, o reajuste não foi o que a Lei do Piso indica, 13%, apesar de a categoria ter tentado convencer o executivo de que há uma necessidade da aplicação do reajuste real. No final das discursões o Sinsermu não chegou a conseguir os 13%, mas após muito dialogo ficou acertado que o sindicato aceitaria o projeto, que também apresentou algumas diferenças que beneficiariam (em %) parte da classe, porém a maioria ainda não irá ter seu aumento como manda a lei, relatou.

A presidente do SINSERMU esteve na tribuna Livre da Câmara na Sessão desta segunda-feira (27) e falou sobre o aumento e as reuniões que realizou com a Secretária Georgete Falcão e o vice Pedro Cortez. Reisimar usou a página oficial do Sindicato no Facebook e explanou sobre o assunto.

LEIA O COMUNICADO DO SINDICATO:
?Hoje foi aprovado na Câmara Municipal o Projeto de Lei que reajusta o salário dos professores de 6,5% vale lembrar que o reajuste era de 13,01 % ficou acertado na câmara que os vereadores irão tentar falar com a Prefeita para ver se conseguem negociar a diferença do reajuste, caso contrário cobraremos através da justiça. Tem uma situação no município de Uruçuí o Regimento da Câmara impede que os vereadores coloquem Emendas nos projetos que falam sobre valores. Então fica claro que qualquer reajuste fica necessariamente direcionado para o Prefeito Municipal, então ficamos em uma situação muito difícil pois é preciso que a Prefeita Renata Coelho queira. Mas estamos aguardando um posicionamento da Prefeita. Enquanto isso não acontece é preciso que cada Professor verifique o seu contracheque pois foi verificado que alguns servidores estavam recebendo valores diferentes Especialmente classe D e classe E. Caso isso ocorra por favor procurem o Sindicato para ajudarmos.
Vejam os valores dos vencimentos sem o quadriênio e outros valores como salário família etc.
Classe A: R $ 1000,00
Classe B: R $ 1050,00
Classe D: R $ 1371,00
Classe E: R $ 1487,00
A diferença salarial de janeiro e fevereiro virá no salário do mês de abril segundo a informação repassada pela Secretária de Educação sra. Georgete de Melo Falcão.?



Por Luciano Tavares
Tags: dialogo - SINSERMU

Fonte: Da redação  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante