Portal NOticias de Uruçui

Clinica ISO topo
Família do Distrito de Tucuns

CASAL de Uruçuí que perdeu 2 filhos com doença rara está com o 3º hospitalizado

Publicada em 29 de Junho de 2016 às 13h23


Família do Distrito de Tucuns Família do Distrito de Tucuns Mais uma família do município de Uruçuí está passando por um grande drama devido à doença de um filho. Desta vez estamos falando do pequeno André Lucas Vieira do Nascimento, de apenas 2 anos e 4 meses (nascido em 31-01-14).

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

André é filho de Antônio Carlos do Nascimento (lavrador) e Maria da Guia Vieira de Sousa, também lavradora, que residem no Distrito de Tucuns, zona rural de Uruçuí.

O pequeno André está internado no hospital de Uruçuí desde o sábado 25/06. Ele sofre com uma doença chamada de Anemia falciforme (do latim falci-, foice e -forme, formato de) ou drepanocitose é uma doença hereditária monogênica, caracterizada pela presença de uma hemoglobina anormal (HbS), que sob determinadas condições de desoxigenação, polimeriza, deformando as hemácias, que assumem uma forma semelhante a foices, causando deficiência no transporte de oxigênio e gás carbônico e outras complicações, nos indivíduos acometidos pela doença. É mais comum na África, na Europa mediterrânea, no Oriente Médio e na Índia.

A expectativa de vida é encurtada, em média, aos 42-45 anos e as complicações da patologia estão presentes na maioria dos casos.

André está internado no Hospital Regional de Uruçuí e seu quadro de melhora é pequeno.

O casal já teve dois filhos com o mesmo problema e que morreram com a mesma doença, eram eles: Francisco Vieira do Nascimento, de apenas 1 ano e 15 dias de vida e a pequena Iasmim Vieira do Nascimento, de 12 anos de idade.

Todos os três filhos do casal nasceram com a doença (anemia falciforme), doença que atinge o sangue da pessoa. A segunda filha do casal, Iasmim esteve internada no Hospital de Uruçuí no passado e precisava fazer uma cirurgia que custava R$ 8 mil reais. A cirurgia era para fazer a retirada de pedras na vesícula e por não ter condições financeiras veio a falecer em Floriano no dia 24 de julho de 2015.

Iasmim precisava tomar sangue e não tinha o tipo de sangue em Uruçuí e somente em Teresina tinha o sangue compatível. ?Ela também tinha pneumonia e estava piorando a cada dia?, disse o pai de Iasmim.

Segundo o pai, Antônio Carlos, sua família tem várias pessoas com essa doença e outras pessoas de sua família já morreram dessa doença.

Quem ajudar pode ligar para o (89) 3544-9033 e falar com Elisabete (Ciranda).

Sobre a doença Anemia falciforme

A única cura para a anemia falciforme é o transplante de medula óssea. Este tratamento, no entanto, foi realizado em um número relativamente grande de pacientes ao redor do mundo, com maior taxa de sucesso entre crianças. Ainda é necessário um número maior de estudos e a determinação de características clínicas que permitam indicar o transplante com maior segurança. Alguns trabalhos experimentais tem sido feitos com terapia gênica.

Sinais e sintomas

Há a presença de alguns dos sintomas clássicos da anemia, causados pela falta e ineficiência de hemácias como:

Fadiga (cansaço);
Astenia (fraqueza);
Palidez (principalmente nas conjuntivas e mucosas).
Há, contudo, a presença de uma gama de sintomas característicos da anemia falciforme aguda, que são causados pelo aumento da viscosidade sanguínea, que é a aglomeração de hemácias comprometidas. Por causa disso, pode haver formação de trombos (coágulos) nas mais diversas áreas do organismo, com défice do transporte sanguíneo para a área. Em regiões musculares ou conjuntivas, isso pode causar crises de dor intensa.


Reportagem Jackson Coelho
Colaboração das informações wikipedia

Tags: doença - Casal - André

Fonte: Da redação  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante