Portal NOticias de Uruçui

Hibisco
Caso teve repercussão nacional

Educação de Uruçuí poderá expulsar professora no caso da Aluna do vídeo viralizado

Publicada em 03 de Agosto de 2018 às 08h46


A Prefeitura de Uruçuí instaurou dia 17 de julho de 2018, PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR contra a Servidora Rita Miranda de Brito, diretora da Escola Municipal Lourdes Cury, a fim de apurar a responsabilidade da mesma sobre o caso em que uma aluna da instituição aparece num vídeo sendo coagida a se retratar com a Secretária de Educação e o prefeito da cidade após a divulgação de um primeiro vídeo em que a mesma reclamava sobre merenda escolar, fato ocorrido em maio de 2018.

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

O caso ganhou repercussão nacional e em relatório publicado no Diário Oficial dos Municípios dia 06 de junho de 2018, a comissão criada pela Secretaria de Educação, através da gestora Reisimar Gomes, para apurar o fato sobre vídeo concluiu pela responsabilidade e inconsequência da servidora diante do ato ali praticado destacando em trecho do documento que:

Vale destacar que o vídeo em que a aluna aparece chorando e sendo coagida a se retratar foi veiculado em primeira mão pelo Coordenador de Comunicação do Município dia 24 de maio de 2018 às 11:58, em grupo de WhatsApp (Trilha da Mudança) de grande participação dos munícipes.

Com a instauração do Processo Administrativo Disciplinar, caso seja confirmada a responsabilidade da servidora e as infrações previstas no estatuto dos servidores a mesma poderá sofrer sanções que podem inclusive culminar com sua exoneração.

Abaixo a ata de instauração do Processo Administrativo Disciplinar e relatório da Comissão criada pela SEMEC.

VEJA O PROCESSO PUBLICADO NO DIÁRIO




Tags: Educação de Uruçuí - professora - Aluna do vídeo

Fonte: Da redação  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade Cerrados Restaurante
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade