Portal NOticias de Uruçui

Anuncie sup 970x90
Coordenadora Dorinha Borges

Equipe do Projeto Registrar visita Uruçuí para implantação dos serviços

Publicada em 14 de Outubro de 2013 às 21h30


Coordenadora Dorinha Borges falou do projeto Coordenadora Dorinha Borges falou do projeto O município de Uruçuí recebeu na tarde na semana passada, terça ? feira (08), a visita da coordenadora do ?Projeto Registrar?, Dorinha Borges (Coordenadora do Projeto Registrar da SASC do Governo do Estado), do Sr. Carlos Felipe Fonseca (Representante da Corregedoria Geral de Justiça) e Lucimar (Comissão dos direitos humanos).

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

O encontro aconteceu no gabinete da Prefeita, que por motivos maiores não pôde comparecer a reunião. De acordo com a equipe que fez uma rápida explanação sobre o projeto, o mesmo funcionará em uma sala do hospital regional, com infra ? estrutura necessária, como computador, impressora, internet, e claro, um funcionário que terá que conduzir os trabalhos, ou seja, fazer o registro de nascimento das crianças que nascerem.

A primeira visita visa esclarecer gestores e populares de como funcionará o projeto. Em seguida, numa segunda visita estaremos implantando o projeto e conseqüentemente dando início aos registros das crianças, disse a coordenadora Dorinha.

Em 2009, o governo doou ao município de Uruçuí, um kit d informática. O kit foi doado tanto para o hospital quanto para o cartório da cidade, que faz registro civil de nascimento, disse Dorinha. Como na época não havia parceria com a corregedoria, o projeto parou.

O governador Wilson Martins nos chamou para que pudéssemos entrar em contato com a corregedoria e estar fazendo novamente essa parceria. Estamos dando continuidade ao projeto parado desde 2009. Então desde o início que notamos o interesse não só da gestora do município, mas como também o do diretor do hospital, Mário Sergio vislumbramos a possibilidade do projeto ser instalado em Uruçuí.

Nossa vinda aqui nesse primeiro momento é somente para nos apresentarmos e falarmos um pouco do projeto, da interligação e de fornecer alguns detalhes técnicos. Nossa maior preocupação é que as mães não saiam de dentro do hospital de Uruçuí, sem seu registro civil de nascimento em mãos, para que assim, possamos diminuir o índice de crianças sem registro.

Após essa reunião nós damos de 10 a 15 dias, para que o gestor possa adequar o local, e onde será feita dentro do hospital a sala, exigida com toda a infra ? estrutura necessária. Feito isso, nós agendaremos uma nova visita junto a corregedoria geral de justiça para que só assim seja feita a execução do projeto, finalizou Dorinha.

Hoje, o projeto abrange 14 municípios no estado do Piauí, e 22 maternidades. Só em Teresina são seis maternidades interligadas aos cartórios, onde o cartório manda um funcionário ao hospital, e todas as mães já saem com o registro de nascimento do filho.

Então esse projeto vem do governo federal, através da secretaria de direitos humanos, e do conselho nacional de justiça. No início, o executivo tentou levar à frente o projeto, mas não conseguiu bons resultados porque não tinha o poder de fazer com que os cartórios fossem para dentro dos hospitais, disse Felipe.

Então, o projeto foi parado, e agora nós estamos retomando com essa parceria que é muito importante do executivo com o judiciário. O tribunal desenvolveu um sistema adequado de acordo com essa norma do conselho nacional de justiça, que é um sistema pró-tribunal para emissão dos registros.

Para que o cartório possa ser levado para dentro do hospital tem que haver uma ferramenta e essa ferramenta é um software que o tribunal desenvolveu para interligar via internet o hospital ao cartório. Então, a gente veio para apresentar o projeto ver a viabilidade para que a gente possa levar as informações que a gente conseguir para a corregedoria para que a gente possa colocar Uruçuí no cronograma que foi proposto pelo governo do estado em 2009.

Nós iremos precisar de uma sala que tenha ar-condicionado e que funcionará exclusivamente para o cartório e será de uso somente para esse serviço, e que tenha internet. Quando nós retornarmos iremos fazer um dia inteiro de treinamento com o pessoal do cartório, com uma solenidade não muito formal, para oficializarmos o lançamento com o primeiro registro feito no hospital de Uruçuí.

Quanto ao corregedor possa ser que ele venha pode ser que não, mas com certeza um auxiliar do corregedor, como por exemplo, o Sr. Juiz de direito que sempre viaja conosco, o Sr. Raimundo José, ele sempre acompanha a execução do projeto e também o secretário da SASC que geralmente participa e pode até que o governador do estado também venha, pois em algumas cidades ele participou, enfatizou Felipe.

O farmacêutico bioquímico, Dr. Mário Sergio disse que o hospital de Uruçuí está passando por um momento de grande dificuldade no que diz respeito a estrutura. Ele disse que uma determinada empresa ganhou a licitação e não teve condições de concluir a obra e em decorrência disso, o hospital já está com um ano e alguns meses com essa obra de reforma atrasada.
Tags: Projeto Registrar - implantação

Fonte: portaldeurucui.com  |  Publicado por: Redação Uruçui
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante