Portal NOticias de Uruçui

Jardins de Manuella
Plano era um assalto ao cofre

Filha autorizou morte da família carbonizada, diz suspeito preso

Publicada em 05 de Fevereiro de 2020 às 09h47




Nesta terça-feira (04), foi preso o terceiro suspeito de participar da morte da família no ABC Paulista, que confessou o crime. Segundo a polícia, o homem é primo de Carina Ramos, mulher de Ana Flávia Gonçalves, filha mais velha do casal.

Durante o depoimento, o homem afirmou que Ana Flávia autorizou a morte de toda a família, e que a princípio, o plano era realizar um assalto para levar dinheiro e joias.

Segundo o suspeito, estavam na casa o pai, Romuyuki Gonçalves, de 43 anos, e filho de 15 anos e Ana Flávia com a esposa, Carina Ramos, que cumprem prisão preventiva. De repente, três homens invadiram a casa e anunciaram um assalto. Carina teria sido a primeira rendida, enquanto o pai e o filho foram levados ao quarto do adolescente, onde foram espancados e torturados. Ana Flávia e Carina ficaram no andar de baixo, de acordo com relatório da polícia.

O homem disse ainda à polícia que pai e filho foram mortos asfixiados após terem sido espancados. Após a mãe chegar em casa, ela foi vendada, e como no cofre da família não tinha nada, houve uma rápida conversa entre os suspeitos e nesse momento, Ana Flávia teria autorizado a morte dos pais e do irmão de 15 anos.

A mãe, Flaviana Gonçalves, não teria sido morta em casa. Ela entrou no carro da família, dirigido por Carina, e levada até o local onde os corpos foram encontrados, em uma estrada de São Bernardo do Campo.


Com informações do Viagora


» Siga-nos no Twitter
Tags: carbonizada - Ana Flávia Gonçalves

Fonte: Da redação  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante