Portal NOticias de Uruçui

Faça seu banner com a gente
Região Sul do Estado

Grilagem faz Interpi suspender venda de terras públicas no Cerrado do Piauí

Publicada em 03 de Junho de 2014 às 14h41


João Batista - (Foto:Arquivo O Dia) João Batista - (Foto:Arquivo O Dia) O Instituto de Terras do Piauí (Interpi) suspendeu a venda de terras no Sul do Estado por conta dos problemas relacionados à grilagem. A decisão foi uma medida que o órgão encontrou para tentar regularizar os milhares de hectares existentes na região, a maioria delas com vários donos, cada um com títulos falsificados.

» Siga-nos no Twitter
Segundo o presidente do Interpi, o procurador de carreira João Batista, o órgão só voltará a vender ? e consequentemente regularizar ? as terras quando for aperfeiçoado o sistema de comercialização, através de leilão. Dessa forma, quem possuir mais de 2,5 mil hectares de terra e quiser produzir terá que participar de uma concorrência com outros possíveis compradores. Ganhará quem pagar o valor maior ao Estado.

?O problema da grilagem é muito grave, principalmente a consequência dela. Temos muitas terras no Sul do Estado que têm mais de um dono. Há casos com até quatro proprietários diferentes, o que é impossível. Logo, quase todos os documentos de propriedade dos imóveis são falsificados?, comenta João Batista. O presidente explica que a grilagem é feita por uma quadrilha criminosa, pois o falso proprietário da terra não pode fazer nada sozinho. Ele precisa de ajuda dos cartórios, de topógrafos, de agrônomos e de outras pessoas para conseguir a emissão do título falso.

A questão da grilagem de terras é tão complexa que, de 2010 até hoje, foram criadas duas leis para tentar regularizar os títulos dos supostos proprietários ? a 5.966/210 e a 6.127/2011 ? cada uma prorrogada por duas vezes. Nesse período, o Interpi conseguiu regularizar cerca de 30 mil hectares, um número pequeno diante dos milhões de hectares existentes nos cerrados.

?Mesmo depois de áreas terem sido regularizadas pelo Interpi, muitas pessoas questionaram na Justiça dizendo serem as verdadeiras proprietárias. Por isso, decidimos também que deixaremos para a Justiça fazer essa regularização?, conclui Batista. A grilagem começou no Piauí na década de 70, mas somente nos anos 90 se intensificou com a migração de muitos gaúchos e paranaenses para a região dos cerrados, cujo solo é ideal para a produção de soja e outras leguminosas.


Fonte: Robert Pedrosa - Jornal O Dia 
Tags: Grilagem - terras - Cerrado

Fonte: Jornal O Dia  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante