Portal NOticias de Uruçui

Osmarina Duarte fará o Enem

Idosa do Piauí de 74 anos fará Enem e quer vaga no curso de geografia

Publicada em 25 de Outubro de 2013 às 13h49


Osmarina Duarte de Sousa, 74 anos, estuda todos os Osmarina Duarte de Sousa, 74 anos, estuda todos os Nem mesmo os cabelos grisalhos e a doença de pênfigo (bolhas superficiais na cabeça, pescoço e tórax, que depois se espalham pelo corpo todo) impediram a aposentada Osmarina Duarte de Sousa, 74 anos, de estudar para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Este ano, a aposentada fará as provas pela terceira vez e diz que usará a nota para cursar geografia.

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

?Sou apaixonada por geografia. Adoro os fenómenos naturais e humanos que constituem aspetos da superfície da Terra. Quero aprofundar o pouco conhecimento que tenho nesta área?, afirma Osmarina Duarte.

A aposentada também enfrentou o preconceito de muitas pessoas que, segundo ela, tentaram lhe desmotivar afirmando que estudar é coisa para jovem. ?Algumas pessoas vieram me dizer que o tempo de estudar já passou e que eu deveria me conformar com a aposentadoria. Disseram para eu esperar a velhice de forma tranquila, mas não sou como muitos idosos que depois de criarem os filhos vão cuidar dos netos. Eu tenho um sonho e vou fazer de tudo para realizá-lo?, diz.

Osmarina falou que não se deixou abater pelos comentários e pela doença que tem. Paralelo às consultas médicas e as atividades que participa no programa Universidade Aberta à Terceira Idade (Unati), a idosa frequenta de segunda a sexta, no turno da tarde, o Programa de Educação com Mediação Tecnológica - Mais Saber. E foi com as aulas deste programa que ela se preparou para o Enem.

?As aulas são boas. Eu tinha dificuldades em fazer uma redação, mas depois que comecei a frequentar o Mais Saber, isso mudou. Os professores me ajudaram a criar argumentos e ensinaram como eu devo colocá-los no texto. Além disso, assisto os telejornais porque o Enem cobra muito os assuntos atuais?, explica a estudante.

Conforme a estudante, ser persistente e ter foco ajuda na preparação. Ela diz que já fez o Enem por três vezes, mas ainda não conseguiu nota para entrar no curso de geografia.

?Eu reviso em casa o que aprendi em sala de aula. Como não gosto de estudar durante o dia por conta do barulho, estudo sempre na madrugada, pois é um horário calmo e isso ajuda a assimilar mais os conteúdos?, conta.

A prova é extensa e as horas de aplicação não assustam Osmarina. Sua única preocupação é o calor de Teresina. ?Faço atividades físicas no programa Unati e isso me deixa disposta para enfrentar a maratona de provas. O problema será o calor, se não tiver ar-condicionado na sala acredito que serei prejudicada, porque com essa temperatura elevada minha cabeça dói muito?.

Com 74 anos, a idosa diz que tenta recuperar o tempo perdido. Para ajudar os pais na lavoura, ela abandonou os estudos ainda na infância e somente com 16 anos aprendeu a ler e escrever.

?Sou natural do Maranhão, mas deixei meu estado para trabalhar como doméstica no Rio de Janeiro. Quando cheguei na cidade carioca não consegui conciliar o estudo com o trabalho e só depois de muito tempo terminei o ensino fundamental. Depois, cansada de trabalhar em ritmo acelerado, resolvi voltar para o Nordeste e escolhi o Piauí para morar e foi aqui que cursei o ensino médio?, revela.
Tags: Idosa - Enem - geografia

Fonte: G1 Piauí  |  Publicado por: Redação Uruçui
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade Cerrados Restaurante
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade