Portal NOticias de Uruçui

Clinica ISO topo
Definição de cargos no Piuaí

Indicação de cargos gera a primeira crise no Governo de Wilson Martins

Publicada em 20 de Dezembro de 2010 às 10h39


Wilson Martins viajou para São Paulo Wilson Martins viajou para São Paulo A primeira crise do novo governo, começou antes mesmo do Governo. O governador Wilson Martins viajou com a família e deixou os aliados do PP, PDT, PTB e até o PT, que quer mais, sem a definição dos cargos para iniciar a gestão em 2011. Os aliados estão insatisfeitos e buscam uma definição. Até agora foram definidas 14 indicações e alguns ainda não foram contemplados e estão vendo seus espaços serem ocupados.

Wilson Martins viajou para São Paulo e só volta depois do Natal. Tanto o PTB, quanto o PP querem duas vagas no Governo. Os postos foram indicados para o governador, mas ainda não foram definidos. Ainda há arranjos para fazer, no sentido de acomodar tanto aliado.

O PSB também não abre mão de fazer indicações em pastas chaves, que não pode fazer no primeiro governo de Wilson, por conta da ocupação do PT. Mas, nesse momento, ninguém vai quer ir contra o governador. Chutar o pau da barraca? Nem pensar. Cada partido está agüentando a situação calado, se remoendo, mas esperando o seu quinhão, que sempre tem sido aquém do esperado.

Parece que o anúncio parcial do secretariado, feito pelo governador, tem uma razão de ser. A arrumação da base de sustentação política do Governo. Mas isso causou muita inquietação em quem ainda não recebeu o presente de Natal.

Wilson Martins anunciou 14 nomes: Fenelon Rocha para CCOM (Coordenadoria de Comunicação); Marcos Silva (PMDB) para a Companhia Metropolitana de Teresina; Chico Filho (PMDB) para o Emater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural); José Gomes (PMDB) para FUNDESPI ( Fundação de Esportes do Piauí); Paulo Ivan para Secretaria de Administração); Warton Santos (PMDB) para Secretaria de Desenvolvimento Econômico; Rubem Martins para SDR (Secretaria de Desenvolvimento Rural); Átila Lira para Secretaria de Educação; Wilson Brandão para Secretaria de Governo; Lilian Martins na Secretaria de Saúde.

Na Secretaria de Meio Ambiente permanece Dalton Macambira (PCdoB). O partido também indicou Robert Rios para a Secretaria de Segurança e já foi confirmado. Na Secretaria de Justiça assume o deputado Henrique Rebelo (PT). O PT ainda indicou o secretário do Planejamento, Sérgio Miranda, para permanecer na pasta.
Agora vamos para as inquietações. O PT quer mais espaço no governo e também indicou o nome de João de Deus Sousa para a SASC (Secretaria de Assistência Social e Cidadania). O nome ainda não foi confirmado. O deputado Merlong Solano também deve ser secretário indicado pela executiva do PT, deve ser na pasta de Transportes.

Várias pastas ainda têm indefinições de nomes, indicações e para qual partido vai. O PT quer devolver a SEID (Secretaria para Inclusão da Pessoa com Deficiência) para Rejane Dias. Há comentários que ela prefere permanecer na Assembléia. Mesmo assim, o PT ainda quer a ADH ( Agência de Desenvolvimento Habitacional).

O PMDB ainda não definiu quem vai para a Secretaria de Infraestrutura, que é uma indicação do deputado federal e presidente da sigla Marcelo Castro. Tudo indica que será ocupada por Mauro Tapety. O DER-PI deve continuar sob a indicação do deputado Kleber Eulálio. Já o PCPR (Programa de Combate à Pobreza Rural) que era indicação de Warton Santos, passa a ser indicado pelo vice-governador Zé Filho.

No entanto, ainda estão fora do saco do Papai Noel e do sorteio de brindes o PDT, PP e PTB que aguardam o retorno do governador Wilson Martins para trazer os presentes. Eles esperam que sejam satisfatórios e não sejam da Rua 25 de março.



Fonte: Diario do Povo

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

Tags: cargos - Indicação - Governo de Wilson

Fonte: Diario do Povo  |  Publicado por: Redação Uruçui
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante
Publicidade