Portal NOticias de Uruçui

Anuncie sup 970x90
Esquemas em registro de terras

JUIZ aposentado e três homens são presos suspeitos de grilagem de terra

Publicada em 03 de Março de 2017 às 10h29


Dois dos suspeitos presos na operação Sesmaria deixaram a sede do Greco na zona Leste de Teresina. O agrimensor José Robert Leal Rocha e o advogado Manoel de Sousa Cerqueira seguiram escoltados em viaturas da Polícia Militar até o Instituto Médico Legal de Teresina (IML) onde farão exames de corpo de delito. Os outros dois detidos ainda estão sendo ouvidos. Após prestarem depoimento eles permanecerão presos no quartel do Corpo de Bombeiros.

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

O presidente da Associação dos Magistrados, Tiago Brandão, esteve no Gaeco e disse que a Amapi dará todo o suporte necessário ao juiz aposentado Cícero Rodrigues detido na operação.

"O papel da Associação dos Magistrados nesse episódio foi visitar o juiz aposentado e dar o amparo necessário para que ele tenha assessoria jurídica necessária para oferecer a sua defesa", declarou o presidente.

Matéria original
Dois advogados, um juiz aposentado (que atualmente também é advogado) e um agrimensor foram presos durante operação Sesmaria deflagrada na manhã desta sexta-feira (03) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em parceria com a Polícia Civil do Piauí. Os suspeitos comandariam um esquema de grilagem de terras, ou seja, com uso de documentação falsa, se apropriavam de terras públicas e as repassavam para terceiros.

"O juiz se utilizava das decisões judiciais para facilitar a subtração de terrras que eram do Estado para terceiros.O agrimensor era responsável por dar legitimidade as dimensões fraudulentas das terras e sequer ia ao local medir os terrenos. Após a alteração, as terras eram vendidas para pessoas que se tornavam vítimas, e acabavam comprando um terreno menor do que era na verdade. No papel, algumas áreas aumentavam em até 800%. A investigação é oriunda da comarca de Canto do Buriti. Com as prisões, vamos apurar a investigação e não descartamos novas prisões", disse o coordenador do Gaeco, promotor Rômulo Cordão.

Os advogados presos foram identificados como Manoel de Sousa Cerqueira Júnior, Linconl Hermes Saraiva Guerra, Cícero Rodrigues, que na época do suposto crime era juiz, mas atualmente atua como advogado, e o agrimensor José Robert Leal.

"A missão da OAB-PI é acompanhar desde a prisão para asssegurar que eles estão recebendo tratamento como prevê legislação", disse Silvânia Leal.

Os alvos da operação são acusados de praticar crimes de falsidade ideológica, corrupção ativa e passiva, peculato e formação de quadrilha.A investigação teve início em 2013.



Foto: Wilson Filho/Cidadeverde.com

Tags: grilagem - Advogados

Fonte: Da redação  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante
Publicidade