Portal NOticias de Uruçui

Clinica ISO topo
Dados não tem força suficiente

Juiz de Uruçuí nega pedido de cassação de diploma da pref. Renata por compra de votos

Publicada em 12 de Setembro de 2013 às 15h35


Juiz Sérgio Roberto e a Prefeita Renata Coelho Juiz Sérgio Roberto e a Prefeita Renata Coelho Juiz de Uruçuí negou o pedido de cassação do diploma da Prefeita Renata por julgar que os dados fornecidos pelos elementos não possuem força suficiente para ensejar a condenação da prefeita Renata Araújo. Leia a noticia completa.

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

AMANDA DANTAS, DO GP1 - Atualizada em 12/09/2013 - 14h59

O Juiz da 14ª Zona Eleitoral, Sérgio Roberto Marinho Fortes do Rêgo, julgou no último dia 12 de agosto, improcedente o pedido de cassação do diploma da prefeita de Uruçuí, Renata Coelho de Araújo, por compra de votos. De acordo com a denúncia feita pela coligação ?Unidos para Mudar?, os representantes da coligação da prefeita Renata Coelho, ?A Vontade do Povo?, teriam transportado no dia 19 de julho de 2012 eleitores irregularmente da zona rural para a zona urbana do município de Uruçuí, violando o art. 41 da lei 9.504/97, configurando o fornecimento de vantagem indevida a eleitores em troca de seu voto.

Nos autos do processo foi apresentado como prova contra a prefeita Renata, um vídeo que mostra a presença de um grupo de pessoas na caçamba de uma caminhonete cuja lateral havia propaganda da campanha da prefeita, e que trafegava na via de acesso à cidade de Uruçuí.

O juiz entendeu que não há pontos ou questões processuais pendentes de análises e que os dados fornecidos pelos elementos não possuem força suficiente para ensejar a condenação da prefeita Renata Coelho. O juiz alegou que ?embora a filmagem sugira uma conduta suspeita, várias lacunas não foram preenchidas pela prova produzida em audiência. Faltam subsídios importantes para se chegar à conclusão segundo a qual a conduta configura entrega de vantagem ilícita a eleitores de modo a constituir captação ilícita de sufrágio?.

O juiz finalizou a sentença afirmando que o espaço de tempo entre a ocorrência do fato e a data das eleições também pesa em desfavor da tese autoral.


Tags: Arnaldo Melo - matar - jornalista - cassação - Juiz de Uruçuí - diploma

Fonte: Com informações do GP1  |  Publicado por: Redação Uruçui
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade Cerrados Restaurante
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade