Portal NOticias de Uruçui

Em pé de guerra com seu colega

Ministério Público quer a saída de Alex Neiva da Procuradoria Geral do Município. Entenda

Publicada em 04 de Setembro de 2017 às 09h11


Uma briga judicial iniciada deste o início do ano 2017 vem dando o que falar em Uruçuí. Os principais nomes envolvidos na 'confusão', são: Alex Neiva, advogado e homem de confiança do prefeito Wagner Coelho (WC), que também é o atual Procurador Geral do Município e a outra pessoa é o advogado do município Maycon de Lavor Marques, que passou em primeiro lugar para advogado no concurso da prefeitura realizado em 2016, ainda na gestão da prefeita Renata Coelho.

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

Maycon de Lavor foi nomeado através de um Decreto Municipal como Procurador Geral do Município em 30 de novembro de 2016 pela prefeita Renata e com a presença do Juiz da Comarca de Uruçuí, Dr. Rodrigo Tolentino e o Promotor de Justiça da cidade, na época, Ari Martins, durante solenidade de entrega da Sala da Procuradoria, na sede da PMU.

Até aí tudo bem. Acontece que ao assumir a Prefeitura em janeiro de 2017 o prefeito Wagner nomeou Alex Neiva para o cargo de Procurador Geral do Município. A partir daí Maycon começava uma longa jornada de dias difíceis em sua carreira, que praticamente foi defenestrado da sala no início deste ano até os dias de hoje.

A exoneração dele (Maycon) para a nomeação de Alex Neiva gerou uma denúncia junto ao Ministério Público. O denunciante foi Weverson Matheus, ex-assessor da ex-prefeita Renata Coelho, o que têm dado muita dor de cabeça na elite do governo municipal.


MPE quer a saída de Alex Neiva
Em 1º de agosto de 2017 o Ministério Público Estadual deu o prazo de 60 dias para o prefeito Wagner Coelho exonerar Alex Neiva do cargo de Procurador Geral do Município e posteriormente a Prefeitura realize concurso público para tal cargo. A medida foi acordada pelo Ministério Público e a PMU, que aceitou assinar um TAC (termo de ajuste de conduta). Caso a prefeitura de Uruçuí não cumpra o TAC, o prefeito e envolvidos no caso serão responsabilizados por ato de improbidade administrativa e criminal.


Maycon humilhado na Câmara e sem direito a defesa

Tal decisão do MPE-PI não agradou muito os membros do atual governo e gerou ainda mais revolta, principalmente no Procurador Geral Alex Neiva, que segundo informações de pessoas ligadas a Maycon não tem tratado bem seu colega advogado, que chegou até a constrange-lo durante a sessão plenária da Câmara na última segunda-feira (28), fato presenciado e gravado por quem estava lá.
O pronunciamento do Procurador Geral Alex Neiva na Câmara foi de estremecer a Casa. Usando de uma sustentação oral longa e o vocabulário jurídico, desconhecido pela maioria dos parlamentares, tentou convencer os vereadores a votarem uma lei do Executivo que regulamenta a Procuradoria, o que deverá ser salutar para o município, todavia alguns artigos da lei poderiam não está em conformidade com a constituição, dizem alguns opositores.


Até o salário de Maycon foi exposto
Neiva disse que seu colega havia usado a tribuna da Câmara para falar do assunto e dizer que estava sendo perseguido politicamente. Usando a palavra 'perseguição' Alex falou que Maycon não estava sendo perseguido por ninguém e para provar isso expôs até o salário do colega advogado Maycon, referindo-se que o mesmo tem uma gratificação de 2 mil reais em cima de seu contracheque.


Sem ninguém para mostrar o outro lado da moeda e também para defender o advogado Maycon de Lavor, o clima ficou tenso e Maycon saiu daquela Casa humilhado e constrangido sem ao menos ter direito a defesa, e nenhum vereador o defendeu ou tentou minimizar tamanho estrago publicamente perante a plateia presente naquela Casa. Após a fala de Alex, o advogado Maycon pediu um pequeno espaço para uma palavra e foi impedido pelo Presidente da Casa.
Maycon disse que na sessão em que usou a tribuna teve pouco mais de 20 minutos, já o Procurador Geral Alex Neiva falou por 42 minutos sem que ninguém o interrompesse.

Caso tenham interesse fica aqui o espaço para os citados manifestarem suas versões.



VEJA O TAC






Tags: Ministério Público - Alex Neiva - Procuradoria Geral

Fonte: Da redação  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante
Publicidade
Publicidade
Publicidade