Portal NOticias de Uruçui

Clinica ISO topo
MPF solicita PRF e Exército

Motoristas de Aplicativo liberam entrada do Terminal de Petróleo em Teresina

Publicada em 28 de Maio de 2018 às 15h35


O Ministério Público Federal (MPF) requisitou o apoio das forças da Polícia Rodoviária Federal e do Exército para que contribuam na retirada dos manifestantes que se encontram no Terminal de Petróleo de Teresina.

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

De acordo com o MPF, o procurador da República Marco Túlio Lustosa Caminha, desde esse domingo (27) vem trabalhando para a eficiência e agilidade na retirada dos manifestantes.

O MPF ainda ressaltou que a Secretaria de Segurança do Estado prometeu a desobstrução da área para que o abastecimento dos postos de combustíveis da Capital e interior do estado seja feito.

Caminhoneiros começam a sair do Terminal de Petróleo sob escolta policial

Alguns caminhoneiros reunidos no Terminal de Petróleo em Teresina começaram a sair no final da manhã desta segunda-feira (28) com escolta da Polícia Rodoviária Federal. Alguns manifestantes ainda estão reunidos em frente ao Terminal, porém eles não representam nenhuma categoria. A Polícia informou ao Portal AZ que está apenas aguardando uma decisão judicial para retirar o grupo que ainda protesta do local.

Até o momento apenas quatro caminhões saíram do Terminal, com a finalidade de abastecer os carros das polícias do Estado. Mas há informação de que ainda nesta segunda-feira os caminhões saiam para abastecer os postos da capital.

Segundo a coordenadora de Gerenciamento de Crise da PM, coronel Julia Beatriz, um acordo com os motoristas de aplicativos que protestavam no local há cinco dias foi assinado, porém outros manifestantes continuam no local.

"O pessoal que estava desde o começo vêm negociando com a gente de forma tranquila, que era os motoristas de aplicativo. Então ontem a gente trouxe essa determinação que chegou lá do Ministro e eles aceitaram sem problema nenhum de resolver o problema, fazer a desobstrução conforme a determinação. Só que hoje quando a gente chegou se deparou com essa situação de pessoas que nunca pisaram aqui, que hoje vieram para tumultuar a situação", fala a coronel Julia.

Entretanto, o representante dos motoristas de aplicativos João Francisco conta que assinou a medida judicial e que o mesmo não pode mais continuar no local, mas que o movimento continua em frente ao Terminal.

"Não foi acordo, foi uma medida judicial, ela chegou e eu assinei, como responsável, quem assinou, eu estou me retirando, mas o movimento continua a mesma coisa, não muda nada. Continuamos apoiando os caminhoneiros e buscando a baixa do preço dos combustíveis. Continuamos buscando a baixa no imposto estadual. Vamos continuar do jeito que está. Tem todo mundo aqui, motorista, pedreiro, professor. Eu vou me retirar porque eu assinei o termo então eu preciso me ausentar, mas não muda nada, continua do mesmo jeito", explica João Francisco.

Manifestação continuam em cidades do interior
A Polícia Rodoviária Federal informou que em pelo menos quatro cidades do Piauí os protestos continuam. Os caminhoneiros mantêm bloqueios em algumas rodovias federais e estaduais. Os bloqueios são parciais e não intervenção da polícia.


Com informações do cidadeverde
Tags: Motoristas - Aplicativo

Fonte: Da redação  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante