Portal NOticias de Uruçui

Hibisco
Especulações de ministeriáveis

Nome de W.Dias não aparece entre prováveis ministros de Dilma

Publicada em 13 de Novembro de 2010 às 18h20


Ex-governador Wellington Dias Ex-governador Wellington Dias Especulações em torno dos nomes dos ministeriáveis, da cota de participação feminina e da divisão de forças entre os partidos da base aliada movimentam os bastidores da transição de poder em Brasília.

Ao menos 30 nomes já foram mencionados como possíveis ocupantes de cargos no ministério de Dilma Rousseff.

Na última quinta-feira (10), diante das demandas de partidos aliados, o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, que negocia com as legendas, alertou que o espaço no governo é "finito".

De acordo com Ilimar Franco, na coluna Panorama Político de terça-feira (10) em "O Globo", Dilma pretende ter mulheres em 11 das atuais 34 pastas.

Confira abaixo os nomes de 30 cotados.

ALESSANDRO TEIXEIRA: Presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações. Cotado para chefe de gabinete, segundo a "Folha de S. Paulo". Cotado para um eventual Ministério das Micro e Pequenas Empresas, que pode vir a ser criado, segundo "Folha de S.Paulo" e "O Estado de S. Paulo".

ALOIZIO MERCADANTE: Cotado para o Ministério do Planejamento, segundo "O Globo".

ANTONIO PALOCCI: Ex-ministro da Fazenda, um dos coordenadores da campanha de Dilma. Cotado para a Casa Civil, Ministério das Relações Institucionais ou Secretaria-Geral da Presidência, segundo "Folha de S.Paulo". Cotado para o Ministério da Saúde ou para a Petrobras, segundo "O Globo". Pode assumir a Secretaria-Geral da Presidência, segundo "O Estado de S. Paulo".

CELSO AMORIM: Atual ministro das Relações Exteriores. Cotado para o Ministério da Cultura, segundo "Folha de S.Paulo".

CIRO GOMES: Deputado federal pelo PSB e ex-ministro da Integração Nacional Indicado pelo irmão Cid Gomes (PSB-CE), governador eleito, para ocupar um ministério. segundo "Folha de S.Paulo". Cotado para assumir a presidência do BNDES, segundo "O Estado de S. Paulo".

EDISON LOBÃO: Ex-ministro de Minas e Energia, foi reeleito senador pelo PMDB pelo Maranhão. Cotado para voltar ao Ministério das Minas e Energia, segundo a "Folha de S.Paulo" e "O Globo".

EMIR SADER: Sociólogo Cotado para o Ministério da Cultura, por indicação do PT de São Paulo, segundo "Folha de S.Paulo".

FERNANDO HADDAD: Atual ministro da Educação Cotado para permanecer no Ministério da Educação, segundo "Folha de S.Paulo".

FERNANDO PIMENTEL: Ex-prefeito de Belo Horizonte (PT) Cotado para o Ministério das Cidades, segundo "O Globo"

GABRIEL CHALITA: Deputado federal eleito pelo PSB em São Paulo Cotado para o Ministério da Educação, segundo "O Estado de S. Paulo"

GRAÇA FOSTER: Diretora de Gás e Energia da Petrobras Cotada para a Casa Civil, segundo "Folha de S.Paulo", "Estado de S. Paulo" e "O Globo". Cotada para para a presidência da Petrobras, segundo "O Estado de S. Paulo".

GILES AZEVEDO: Cotado por Dilma para Chefe de Gabinete, segundo "Folha de S.Paulo".

GUIDO MANTEGA: Atual ministro da Fazenda
Cotado para permanecer no Ministério da Fazenda, segundo "Folha de S.Paulo".

DR. HÉLIO: Prefeito de Campinas pelo PDT (SP). Cotado para assumir o Ministério da Saúde, segundo "O Estado de S. Paulo"

HENRIQUE MEIRELLES: Presidente do Banco Central Cotado para o Ministério dos Transportes, embora Lula queira permanência no BC, segundo "Folha de S.Paulo". Cotado pelo PMDB para o Ministério da Fazenda e para a embaixada do Brasil em Washington, segundo "O Estado de S. Paulo".

IDELI SALVATTI: Senadora pelo PT de Santa Catarina Cotada para o Ministério da Cultura, segundo "Folha de S.Paulo". Cotada para a Secretaria de Políticas para as Mulheres, segundo "O Globo" e "Folha de S.Paulo".

JOSÉ EDUARDO CARDOZO: Deputado federal pelo PT-SP, foi um dos coordenadores da campanha de Dilma Cotado para o Ministério da Justiça, segundo "O Globo" e "O Estado de S. Paulo".

JOSÉ SÉRGIO GABRIELLI: Presidente da Petrobras Cotado para o Ministério da Integração Nacional, segundo "Folha de S.Paulo".

JOSÉ VIEGAS:  Embaixador na Itália Cotado para o Ministério das Relações Exteriores, segundo "Folha de S.Paulo" e "O Estado de S. Paulo".

LUCIANO COUTINHO:  Atual presidente do BNDES Cotado por Dilma para ocupar o Ministério da Fazenda, segundo "Folha de S.Paulo". Cotado para presidência do Banco Central, segundo "O Globo". Cotado para permanecer no cargo, é opção para Banco Central ou a Fazenda, segundo "O Estado de S. Paulo".

LUIZ FERNANDO PEZÃO:  Atual vice-governadordo Rio de Janeiro.  Indicado pelo governador Sérgio Cabral (PMDB) para o Ministério das Cidades, segundo "Folha de S.Paulo".

MANUELA D'ÁVILA: Deputada federal (PCdoB-RS) Cotada para o Ministério dos Esportes, segundo "O Globo". Cotada para as secretarias das Mulheres, Igualdade Racial ou Juventude, segundo "Folha de S.Paulo".

MARIA DO ROSÁRIO:  Deputada federal (PT-RS) Indicada pelo PT gaúcho para ocupar o Ministério do Desenvolvimento Social ou a Secretaria Nacional de Direitos Humanos, segundo o jornal "Zero Hora".

MARILENA CHAUÍ:  Filósofa Indicada pelo PT paulista para o Ministério da Cultura, segundo "Folha de S.Paulo".

MARTA SUPLICY:  Senadora eleita pelo PT em São Paulo Teria interesse na vaga do Ministério da Educação e é cotada pelo PT para o Ministério das Cidades, segundo "O Estado de S. Paulo".

NELSON JOBIM:  Ministro da Defesa Cotado para permanecer no Ministério da Defesa, segundo "Folha de S.Paulo". Cotado para o Ministério das Relações Exteriores, segundo "Folha de S.Paulo" e "O Estado de S. Paulo.

NEWTON LIMA: Deputado federal eleito e ex-prefeito de São Carlos Cotado para assumir o Ministério da Ciência e Tecnologia, segundo "O Estado de S. Paulo".

PAULO BERNARDO:  Atual ministro do Planejamento Seria uma das opções para a Casa Civil, segundo "Folha de S.Paulo" e "O Globo".

SÉRGIO CORTES:  Atual secretário de Saúde do Rio de Janeiro. Seria o indicado por Sérgio Cabral para o Ministério da Saúde, segundo "Folha de S.Paulo".

WAGNER ROSSI: Ministro da Agricultura.  Cotado para permanecer no Ministério da Agricultura, segundo "O Globo".

Confira abaixo os 34 ministérios e secretarias com status ministerial no governo Lula, segundo o site do governo brasileiro:

Ministérios:
Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Cidades
Ciência e Tecnologia
Comunicações
Cultura
Defesa
Desenvolvimento Agrário
Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior
Desenvolvimento Social e Combate à Fome
Educação
Esporte
Fazenda
Integração Nacional
Justiça
Meio Ambiente
Minas e Energia
Pesca e Aquicultura
Planejamento, Orçamento e Gestão
Previdência Social
Relações Exteriores
Saúde
Trabalho e Emprego
Transportes
Turismo

Secretarias:
Casa Civil
Secretaria-Geral
Gabinete de Segurança Institucional
Secretaria de Comunicação Social
Secretaria de Assuntos Estratégicos
Secretaria de Relações Institucionais
Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres
Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial
Secretaria Especial dos Direitos Humanos
Secretaria Especial de Portos



Fonte e fotos: G1

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

Tags: nome de Dias - prováveis ministros

Fonte: G1  |  Publicado por: Redação Uruçui
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante
Publicidade