Portal NOticias de Uruçui

Piauí cresce acima da média

PIB do Piauí cresce 4,5% em 2012, índice acima da média do país

Publicada em 15 de Novembro de 2014 às 20h35


A Fundação Cepro divulgou, nesta sexta-feira (14), o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do Piauí que revela um crescimento do Estado acima da média do país. A iniciativa faz parte do projeto de Contas Regionais do Brasil, projeto desenvolvido pelo IBGE em conjunto com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Planejamento e a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

Segundo o relatório, a economia brasileira cresceu apenas 1,0% em 2012 em relação ao ano anterior. Este foi o pior desempenho da economia brasileira desde 2009, quando havia sido registrada uma queda de 0,3%. Em 2011, houve crescimento de 2,7% e em 2010, de 7,5%. O PIB per capita alcançou R$ 22.645,86 mantendo-se praticamente estável em relação a 2011.

Já a Economia do Estado do Piauí em 2012 apresentou expansão em volume do PIB de 4,5% em relação ao ano anterior. Depois de obter taxa de crescimento de 6,1% em 2011, o Piauí continuou crescendo, só que o ritmo de crescimento sofreu uma diminuição, decorrente, sobretudo dos problemas enfrentados pela Agropecuária.

Nos últimos três anos (2010 ? 2012), o Estado acumulou um crescimento de 14,8%, o que representa uma média anual de 4,93%, enquanto o país, no mesmo período, acumulou um crescimento de 11,2%, representando 3,73% ao ano em média.

Em 2012, as exportações piauienses apresentaram um resultado favorável, com um aumento de 37,35% em relação ao ano anterior, atingindo o montante de US$ 225.729.176, enquanto as importações cresceram apenas 7,76%.

No referido ano, a arrecadação total de impostos (federais, estaduais e municipais) obteve uma taxa de crescimento real da ordem de 7,4%. O ICMS cresceu no período 14,71%.

Emprego

No campo da oferta de trabalho, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), o Estado obteve em 2012 um saldo de 3.641 novos empregos com carteira assinada, inferior em 25,8% ao verificado em 2011 que foi de 4.912 novos postos de trabalho. As maiores retrações na oferta de empregos formais foram observadas nas atividades da Agropecuária e Indústria de Transformação. O setor da Economia que mais gerou postos de trabalho foi o de Serviços, com destaque para a atividade de Comércio com 1.694 novos postos, mas, ainda inferior ao desempenho de 2011 onde foram gerados na atividade (2.056 novos empregos).

Em termos de variação real do PIB, houve acréscimo de 4,5% em comparação ao ano anterior. Dentre os setores econômicos, com exceção da Agropecuária e Serviços de Informação, que experimentaram retração de -21,7% e -0,3%, respectivamente, todos os demais observaram crescimento em 2012.

O Estado manteve sua posição no ranking das maiores economias (23° posição), e na participação da riqueza nacional de 0,6%.

Ao olharmos o valor nominal do PIB do Estado nos últimos dez anos, ou seja, 2003 (R$ 8,777 bilhões) e 2012 (R$ 25,721 bilhões) podemos dizer que o Estado quase triplicou seu PIB no período.

PIB per capita

No ano de 2012 o Piauí alcançou um PIB per capita de R$ 8.137,51, ante R$ 7.835,75 em 2011. Ao observarmos o período 2006 a 2012 o crescimento nominal da renda per capita foi de 93,20%, portanto o Estado quase dobrou sua renda per capita num período de seis anos, mas ainda permanece entre as menores rendas per capitas do país. 
Tags: PIB do Piauí - cresce - 2012

Fonte: CCOM  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante
Publicidade
Publicidade
Publicidade