Portal NOticias de Uruçui

Anuncie sup 970x90
Vigias acreditam em perseguiçã

PREFEITO Wagner Coelho, de Uruçuí, não cumpriu acordo com os vigias, denuncia servidor

Publicada em 10 de Abril de 2017 às 08h21


Uma briga entre o prefeito municipal de Uruçuí Francisco Wagner Pires Coelho e os vigias da prefeitura têm gerado um grande mal-estar nesse início de gestão. Tudo por causa da exigência do prefeito em ver os vigias permanecerem por tempo integral, inclusive à noite, nos dias de plantão nos postos de trabalho dos mesmos, que são: escolas, postos de saúdes e outros. Todavia todos os direitos adquiridos dos vigias não seriam pagos conforme eles reivindicam, dizem eles.

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

O impasse gerou revolta e até paralização parcial dos vigias nos locais de trabalho. Por vários dias esses servidores só ficaram em seus locais de trabalho durante o dia e não foram mais no turno da noite.

Na manhã do último sábado, um dos vigias efetivos da prefeitura de Uruçuí, Alzimar Borges de Carvalho, nos procurou para denunciar o que ele denomina de perseguição política por parte do prefeito Francisco Wagner. Segundo ele, mesmo depois dos cortes nos salários dos vigias as conversas entre a classe e o prefeito vinham sendo até amistosas, porém, após um acordo em que havia sido feito para que o pagamento dos vigias fosse feito de acordo o combinado entre as partes, não foi cumprido. Alzimar falou que na última sexta-feira (7) o prefeito Wagner disse que não iria mais cumprir o acordo de pagar os vigias.

Ainda segundo o servidor, a partir de agora todos os vigias só irão trabalhar 12 por 36 horas, e não mais 24 por 48 horas. Isso por que, segundo ele, o prefeito não cumpriu o acordo firmado com os vigias da prefeitura de Uruçuí, relatou Alzimar.

Ele disse que a alegação do prefeito foi que o custo iria ficar muito alto para a prefeitura pagar. Ainda segundo o servidor, o sentimento da classe de vigias é de decepção com a atual gestão, "pois o prefeito e seus secretários querem um serviço de qualidade, mas não querem remunerar bem os funcionários", detalhou ele.

Alzimar disse ainda que "essa de dizer que não tem condições de pagar não convence a eles, pois o município arrecada muito e tem condições, sim". Ele disse ainda que acredita em perseguição política.

Fica aberto neste veículo de comunicação o mesmo espaço à prefeitura para dar sua versão sobre as declarações feitas pelo denunciante.


Por Jackson Coelho

Tags: Wagner Coelho - vigias

Fonte: Da redação  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante
Publicidade
Publicidade
Publicidade