Portal NOticias de Uruçui

Hibisco
Prisão em regime fechado

Réu na morte de jornalista é condenado a 16 anos de prisão

Publicada em 24 de Abril de 2018 às 14h35


Everardo Ralfa de Sousa, réu na morte do jornalista e servidor do Tribunal de Justiça Júlio César Macedo Galvão, foi condenado pelo Tribunal do Júri a 16 anos de prisão em regime fechado. Ele foi considerado culpado no atropelamento que resultou na morte do comunicador.

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

O julgamento demorou cerca de 17 horas e só foi anunciado por volta das 2h da madrugada desta terça-feira (24). O júri entendeu que a vítima não teve chances de defesa e confirmou a qualificadora levantada nas investigações e reforçada pelo Ministério Público.

A decisão ainda cabe recurso. O acidente ocorreu em 2006, na avenida Henry Wall de Carvalho, na zona Sul de Teresina. O carro do jornalista foi atingido na traseira e arrastado por cerca de 50 metros. Na época, Everardo fugiu sem prestar socorro à vítima.


Com informações do cidadeverde.com
Tags: Réu - jornalista

Fonte: Da redação  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante
Publicidade
Publicidade