Portal NOticias de Uruçui

Hibisco
Era defensora dos professores

SECRETÁRIA Reisimar tenta se 'limpar' com os professores e adia lotação para 2019

Publicada em 17 de Agosto de 2018 às 13h09


Após grande repercussão na cidade com o aumento, não o salário, mas de carga horaria para os professores a secretária municipal de Educação, eterna defensora da classe, inclusive vivia fazendo manifestações alegando praticas já comuns na sua gestão agora decidiu voltar atrás em sua decisão de aumentar a carga horaria dos tão sofridos professores.

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

Ela imitiu hoje (17/08) um documento oficial, oficio 128/2018, dizendo que as medidas não serão mais colocadas em pratica este ano, visto que a medida causaria transtornos para alguns professores. Com isso ela assume a decisão infeliz e que prejudicaria aos profissionais de educação. Ela relata ainda que devido as reformas ainda estarem em curso, coisa que, inclusive, já até prejudicou os alunos carentes do município, aumentaria a impossibilidade de tal medida tomada semana passada.


Entenda o assunto
A professora Reisimar Gomes havia aumentado a carga-horaria, sem ao menos avisar aos coitados que, muitos deles, foram usados pela gestora quando a mesma era presidente do SINSERMU.

O SINSERMU fez uma assembleia no sábado dia 11/08 e o motivo foi a alteração na carga horaria dos professores que trabalham 20h semanais tinham, 13 horas aulas e a secretaria de educação aumentou para 16 horas aulas.

Os professores que trabalham 40h semanais tinham 26 horas aulas e a secretaria de educação aumentou para 32 horas aulas, gerando uma série de transtornos aos mesmos.

O aumento de trabalho para os sofridos professores caiu como uma bomba, visto que os mesmos não foram avisados. Como forma de repudio os professores da rede municipal decidiram paralisar as atividades e levar o caso ao sindicato dos servidores municipais, sindicato que diga-se de passagem anda sumido e nunca mais se viu uma ação nas ruas de Uruçuí.

Um dos vários problemas que a educação municipal de Uruçuí anda passando é a desorganização que as aulas dos alunos passam desde 2017. Para completar a secretário anunciou uma reforma em prédios de algumas escolas que virou uma verdadeira bagunça e o ano letivo ficou prejudicado, sendo que onde era para ser o turno de aula para as crianças se tornou um turno para ser dividido para várias séries ao mesmo tempo, fazendo com que o ensino fosse prejudicado e comprometendo a qualidade do aprendizado.

Tags: Secretária - Reisimar - tenta se ?limpar? - lotação

Fonte: Da redação  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante
Publicidade
Publicidade
Publicidade