Portal NOticias de Uruçui

Faça seu banner com a gente
Julgamnto do Mensalão

Supremo condena 12 réus e confirma compra de apoio no mensalão

Publicada em 01 de Outubro de 2012 às 21h32


Ministros do STF leram seus votos Ministros do STF leram seus votos Ao confirmar que houve compra de apoio político nos primeiros anos do governo Lula (2003-201), o STF (Supremo Tribunal Federal) condenou nesta segunda-feira 12 dos 13 réus do processo ligados a partidos aliados ao PT --PP, ex-PL (atual PR), PTB e PMDB.

» Siga-nos no Twitter
Com isso, 22 dos 37 réus já foram condenados por crimes, como corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta e formação de quadrilha.

A maioria dos ministros entendeu que houve desvio de verbas públicas que, misturadas a empréstimos bancários fraudulentos, que abasteceram o esquema que envolveu o empresário Marcos Valério, seus sócios e funcionários nas agências de publicidade, além da cúpula do Banco Rural. Agora, só falta confirmar quem corrompeu.

Na sessão de hoje, foi concluída a análise de réus envolvidos com a compra de votos.

No PP, foram condenados por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha o deputado Pedro Henry (MT) e o ex-deputado Pedro Corrêa (PE). João Cláudio Genú, ex-assessor, foi condenado por corrupção passiva e formação de quadrilha.

Acusados de participação na lavagem de dinheiro do valerioduto entregue ao PP, sócios da corretora Bônus Banval foram condenados. Enivaldo Quadrado, por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Breno Fischberg foi condenado por lavagem de dinheiro e inocentado de formação de quadrilha.

Ligados ao extinto PL, foram condenados por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha o deputado Valdemar Costa Neto (SP), o ex-deputado federal Carlos Alberto Rodrigues (RJ), conhecido como Bispo Rodrigues, e o ex-tesoureiro Jacinto Lamas.

A pedido do Ministério Público, foi absolvido, por falta de provas, Antonio Lamas. Ele era acusado de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Do PTB, foram condenados, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o deputado cassado Roberto Jefferson (RJ) e o ex-deputado federal Romeu Queiroz (MG), e o ex-primeior secretário do partido Emerson Palmieri.

Também foi considerado culpado o ex-deputado José Borba, que na época do escândalo era filiado ao PMDB. Atualmente, ele é prefeito de Jandaia do Sul. No caso de Borba, houve o primeiro empate do mensalão.

O ex-deputado foi condenado pela maioria do Supremo por corrupção passiva por ter recebido R$ 200 mil do valerioduto.

Os ministros ficaram divididos sobre a caracterização do crime de lavagem, se seria comprovada pelo envio de intermediários para receber recursos.

Os ministros Joaquim Barbosa, Dias Toffoli, Carlos Ayres Britto, Luiz Fux e Celso de Mello votaram pela condenação. Os ministros Ricardo Lewandowski, Rosa Weber, Carmen Lúcia, Gilmar Mendes e Marco Aurélio pela absolvição. O impasse será definido ao final do julgamento.



Fonte: Folha

Tags: mensalão - compra - réus - Supremo - condena

Fonte: IG  |  Publicado por: Redação Uruçui
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante