Portal NOticias de Uruçui

Clinica ISO topo
Desabamento de um novo trecho

Três pessoas morrem em temporal no Rio e gera caos em vias expressas

Publicada em 15 de Fevereiro de 2018 às 08h55


Três pessoas morreram por causa da chuva que atingiu o Rio entre a noite desta quarta-feira e a madrugada desta quinta. Uma casa desabou na Rua Olina, em Quintino, na Zona Norte, provocando a morte de um homem e de uma mulher. Um policial militar morreu após a queda de uma árvore na Rua Recife, em Realengo, na Zona Oeste.

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

O Centro de Operações Rio (COR), da Prefeitura, pediu no Twitter que a população só se desloque à tarde pela cidade, que se encontra em estado de atenção. Em giro pela Europa, o prefeito Marcelo Crivella disse estar acompanhando a situação.

Há também problemas no trânsito em vários pontos da cidade, principalmente em vias expressas. A circulação dos trens e do BRT foi afetada, assim como do VLT, que chegou a ficar com as linhas 1 e 2 fora de operação temporariamente. As linhas já voltaram a operar, mas estão com os intervalos irregulares. O Metrô Rio informou que os intervalos da Linha 2 também estão irregulares devido a um problema de energia.

A Avenida Brasil, a Linha Vermelha e a Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá encontram-se com trechos bloqueados e seguem com trânsito parado. Um novo trecho da ciclovia Tim Maia, em São Conrado, desabou. A Prefeitura do Rio pede que os moradores evitem se deslocar pela cidade.

MORTES EM QUINTINO E REALENGO

Os mortos do desabamento em Quintino são Judina Magalhães, de 52 anos, e Marcos L. Garcia, de 59. Alamir Cesar, de 90 anos, foi atendido por equipes do Corpo de Bombeiros no local e liberado. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o desabamento da casa, localizada na Rua Olina, ocorreu às 2h40.

Em Realengo, Nilsimar dos Santos, de 48 anos, lotado no 3º BPM (Méier), estava dentro do carro. O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 1h25 da madrugada desta quinta-feira. Ele foi encontrado morto quando o socorro chegou ao local.

A assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que Nilsimar dirigia seu veículo pela Avenida Brasil, na altura de Realengo. No entanto, devido ao intenso engarrafamento, o PM pegou um atalho pela Rua Recife, na área da UPP Batan, quando uma árvore caiu em cima de seu automóvel.


Com informações do oglobo.com
Tags: caos - temporal

Fonte: Da redação  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante