Portal NOticias de Uruçui

Anuncie sup 970x90
Maércio é funcionário do TJ-PI

Uruçuiense articula melhorias para servidores do Judiciário do Piauí

Publicada em 04 de Março de 2015 às 14h26


Maércio Maia (Foto: Manoel José/OOlho) Maércio Maia (Foto: Manoel José/OOlho) O jovem uruçuiense Maércio Maia é um dos enfrentantes do movimento de greve do Sindicato dos Servidores do Judiciário do Piauí e há muito tempo tem se destacado como articulador e defensor dos seus companheiros.

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

ENTENDA AS LUTAS DA CATEGORIA

O corregedor de Justiça, desembargador Sebastião Ribeiro Martins, intermediou nesta terça-feira (03/03) o encontro entre os representantes do sindicato dos servidores do Judiciário estadual e o Tribunal de Justiça do Piauí, onde fixaram um reajuste de 9% para a classe, pondo fim na greve que já durava duas semanas.

De acordo com o corregedor, o valor acordado entre as partes foi satisfatório e estava dentro da margem de gastos que o TJ-PI pode pagar para assim não comprometer o orçamento.

"Intermediei o acordo dentro da minha sala e fiquei satisfeito com o resultado. Essa era a última proposta que o Tribunal estava disposto a fazer e apresentou os 8%. Eles queriam 10%, então decidimos fechar nos 9%. Foi um valor satisfatório para as duas partes", ressaltou.

Sebastião Ribeiro Martins disse ainda que esteve na companhia da juíza auxiliar da presidência do TJ-PI, Melissa Pessoa. "Tomamos a liberdade de definir os acordos e agora iremos formalizar para que os servidores retomem suas atividades ainda nesta quarta-feira (04)", finalizou.

Com o reajuste que foi aprovado tanto para servidores efetivos quanto para os comissionados, o TJ-PI terá um impacto na folha de pouco mais de R$ 2 milhões anuais. Na manhã desta quinta-feira, acontecerá uma assembleia em frente ao Fórum cível e criminal, onde o sindicato irá comunicar aos demais servidores o desfecho das negociações.

ENTENDA O MOVIMENTO GREVISTA

Servidores efetivos do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), iniciaram há duas semanas uma greve em todo o Estado, onde pediam reajuste no valor de 10%. Segundo a categoria, o valor havia sido acordado e aprovado no orçamento de 2015, mas apenas os servidores comissionados haviam sido agraciados.

Desde o início da greve diariamente cerca de 60 audiências deixaram de ser realizadas, apenas em Teresina. A adesão ao movimento grevista se deu de Parnaíba à Cristalândia.

Os grevistas reivindicavam além do reajuste de 10%, um auxílio saúde e a abertura de edital para concursos. Atualmente o Judiciário estadual tem um déficit de 1.350 vagas. Na última quinta-feira (26/02), o TJ-PI havia apresentado uma proposta de reajuste no valor de 7%, que logo foi descartada.

Os trabalhos devem voltar ao normal na manhã desta quarta-feira em todo o Estado. Com a normalização dos serviços, a Semana de Conciliação deverá ocorrer normalmente no Piauí. O projeto faz parte da programação que deverá ser realizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A ação acontece ao mesmo tempo em todo o País. O Piauí era o único Estado que estava ameaçado.


Com informações do site Oolho.com.br

Tags: Maércio - articula

Fonte: Da redação  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante