Portal NOticias de Uruçui

Foi contra a saída de Dilma

Uruçuiense funcionário da CGU luta pela autonomia do órgão no Brasil

Publicada em 16 de Maio de 2016 às 13h52


Andrade Filho, funcionário da CGU-PI Andrade Filho, funcionário da CGU-PI Depois de um dia na presidência da República, Michel Temer já conseguiu causar insatisfação aos servidores da Controladoria Geral da União (CGU) que não estão aceitando a mudança do órgão, que agora passa a ser o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle. A categoria questiona como ele pode ter apresentado o documento ?Travessia Social?, como plano de governo, que prevê o fortalecimento aos órgãos de combate á corrupção e, em seguida, ter extinguido a CGU e um dos funcionários da entidades é o jovem uruçuiense Eurídepes Rodrigues Andrade Filho, mais conhecido como Andrade, que é delegado sindical do Unacon (Sindicato Nacional dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle).

» Siga-nos no Twitter
» Participe da comunidade no Orkut

Ele é um dos que luta pelo órgão, defende ardentemente a causa, é a favor da transparência e desenvolve sua atividade com orgulho e dedicação. Ele é contra a corrupção e é a favor das prisões dos envolvidos nos esquemas de fraude e apoia as operações da PF, além de cobrar pela prisão dos demais envolvidos.

Na semana passada funcionários da CGU em Teresina fizeram algumas manifestações contra as recentes atitudes de Temer. ?Dia 12 de maio foi editada uma Medida Provisória extinguindo a CGU e criando o ministério. Nós, servidores da CGU, consolidamos o órgão pelos relevantes trabalhos que foram feitos no combate à corrupção. O nosso nome é a nossa marca e não vamos aceitar perdê-lo?, afirmou Andrade Filho.

A CGU, criada em 2003, era um órgão que trabalhava com quatro macro-funções: controle, que abrange auditoria e fiscalização; correição; prevenção e ouvidoria. Segundo o delegado sindical, nestes 13 anos de existência, a CGU foi responsável pela expulsão de 5.659 servidores; por 199 operações especiais com a Polícia Federal; pela fiscalização de 24 bilhões de reais nos municípios em programas de governo; pela punição de 4.700 empresas.

?Os números mostram os resultados do nosso trabalho de fiscalização e auditoria. Nosso portal da transparência registra mais de 66 milhões de acessos e 334 mil solicitações pela Lei de Acesso á Informação. Esta é a dimensão dos nossos serviços prestados à sociedade?, declarou Eurídepes Andrade.

De acordo com o sindicato, assembléias deliberativas estão sendo realizadas em todo o Brasil para decidir o que a categoria vai fazer. ?Não vamos aceitar passivamente um retrocesso no processo de combate à corrupção. As assembléias vão definir as ações para que possamos reverter a situação?, finalizou. Paralisações não foram descartadas.


Com informações do PortalAZ
Edição: Jackson Coelho
Foto: Arquivo pessoal


Tags: Detran - CGU

Fonte: Da redação  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade
Publicidade Cerrados Restaurante
Publicidade
Publicidade
Publicidade